sábado, 11 de abril de 2015

ELEIÇÕES 2015 - SINDAMAZON

        Em conformidade com o Art. 57 do Estatuto Social desta Entidade a Presidente no uso de suas atribuições divulga a abertura do Processo Eleitoral para o triênio 2015-2018, Publicado no Jornal em Tempo conforme imagem abaixo:




        As Eleições serão realizada no dia 15 de Abril de 2015, onde haverá uma (01) URNA na sede desta Entidade Sindical situada na rua Valério Botelho de Andrade, 230, bairro São Francisco, e duas (02) URNAS no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, para facilitar que a categoria exerça o direito de voto. 
           É muito importante a participação de todos da categoria.




sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

NEGOCIAÇÃO SALARIAL 2014/2015 SEM SUCESSO



           Sobre a Negociação Salarial 2014/2015, gostaríamos de deixar toda a categoria ciente que no dia 04/02/2015 foi realizado no TST em Brasília – DF, uma reunião com o Vice-Presidente do TST o Excelentíssimo Senhor Ministro IVES GANDRA, juntamente com o Presidente do SNEA (Odilon Junqueira) e demais membros representantes das CIAS AÉREAS, e representantes dos Sindicatos que após as discussões não houve concordância, sendo assim ficou pré-agendado para o dia 25/02/2015 mais uma reunião para tratar sobre a Negociação, de modo que possamos alcançar nossas metas.

            Para esclarecer a todos, informamos que esta luta travada pelos Sindicatos Filiados a FNTTA (Federação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aéreos), tem como objetivo maior obter melhores ganhos para a categoria.
 
A LUTA CONTINUA!!!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

TRABALHO SOCIAL - SINDAMAZON

Sindamazon realiza doação de Cestas Básicas ao Abrigo Moacyr Alves


O Sindicato dos Aeroviários do Amazonas por decisão da Diretoria, após reunião realizada no dia 14/01/2015, ficou definido a doação das cestas básicas, pelo motivo de que nossos associados não terem comparecido ao Antigo Clube dos Aeroviários no dia 23/12/2014,  e na sede do Sindicato para retirar suas Cestas Básicas, e por se tratar de alimentos perecíveis, tomamos esta decisão de efetuar a doação a uma instituição a qual foi escolhida o ABRIGO MOACYR ALVES - AMA. (veja as fotos abaixo).

                                

                    ATENÇÃO PARA AS INFORMAÇÕES IMPORTANTES


quinta-feira, 25 de setembro de 2014

REPRESENTANTES DOS AEROVIÁRIOS DE TODO O BRASIL SE ENCONTRAM EM MANAUS PARA DISCUTIR SALÁRIO



Alcilene Amâncio, presidente do Sindamazon
O Sindicato dos Aeroviários do Amazonas (Sindamazon), vai realizar, nos próximos dias 24 e 25, o Seminário Nacional dos Trabalhadores em Transportes Aéreos, no auditório do Mercure Hotel Manaus, localizado na avenida Mário Ypiranga Monteiro (antiga Recife), com a finalidade de discutir o novo acordo salarial para o exercício de 2015. O evento será patrocinado pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Transporte Aéreo (FNTTA), que tem sede no Rio de Janeiro.
De acordo com a presidente do Sindamazon, Alcilene da Silva Amâncio, o encontro com representantes dos aeroviários que virão de todo o Brasil, vai discutir o reajuste salarial da categoria para o exercício de 2015 e deve contar, também, com a presença da Força Sindical e de representantes dos Sindicatos da categoria de todo Brasil. “Estamos esperando, para este evento, cerca de cem participantes e a presença expressiva dos companheiros da nossa categoria, mostra a importância do Sindamazon no contexto aeroviário brasileiro, graças ao esforço dos nossos filiados que nos ajudaram a construir uma entidade forte, sem bandeira partidária, independente e com credibilidade em todo o país”, salienta Alcilene.
       Para Fabiano Campos do Nascimento, diretor jurídico do Sindamazon, os aeroviários deverão reivindicar, junto aos patrões, um reajuste salarial de 2% a 5%, mais a correção da inflação do período que chegou a 4,72%, conforme dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPC). “Além do reajuste salarial, vamos reivindicar a cesta básica para todos os funcionários, que hoje é limitada para quem ganha até R$ 3.241,01; vamos divulgar que a partir de dezembro do corrente ano a Licença Maternidade, que antes era de quatro, passará para seis meses; precisamos cobrar o cumprimento da Lei que regulamenta o pagamento da insalubridade e periculosidade para os aeroviários que trabalham no pátio dos aeroportos, correndo risco de doenças graves e até morte”, explica Fabiano.

Por: Roberto Pacheco (MTb 426).

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

ALCILENE AMÂNCIO ASSUME PRESIDÊNCIA DO SINDAMAZON




Alcilene da Silva Amâncio, a nova presidente do Sindamazon.


 A sindicalista Alcilene da Silva Amâncio assumiu a presidência do Sindicato dos Aeroviários do Amazonas – Sindamazon, em substituição à Jorge Negreiros, que faleceu em novembro do ano passado.
Alcilene é funcionária da VRG Linhas Aéreas, do Grupo Gol, onde trabalha há 5 anos no setor de Recursos Humanos. É formada em Administração de Empresas pela Faculdade Metropolitana de Manaus -  Fametro.


TOMA POSSE A NOVA DIRETORIA DO SINDAMAZON


COMUNICADO
O Sindicato dos Aeroviários do Amazonas – Sindamazon, COMUNICA à categoria dos aeroviários, às autoridades, à imprensa, à sociedade civil constituída e à população em geral a formação da sua nova diretoria que tomou posse no dia 00/00/000.

Alcilene Da Silva Amancio
Presidente
Janilce Vieira Guerreiro
Secretaria Geral
Rayson De Melo Barroso
Diretor
Alexandre Negreiros Da Silva
Diretor
Fabiano Campos Do Nascimento
Diretor
Acácio Rocha Dos Santos Junior
Diretor
Dirley De Sousa Mar
Conselho Fiscal
Fábio Da Costa Belfort
Conselho Fiscal
Reginaldo Seixas Viana
Conselho Fiscal
Daivyson Picanço De Oliveira
Delegado
Anelton De Souza Farias
Delegado
Getúlio Barbosa Sobrinho
Delegado
Sidney Damasceno Da Costa
Delegado
Mario Luiz Cabral De Oliveira
Delegado
Alcione Albuquerque Da Silva
Secretaria
Jose Augusto Souza De Araujo
Auxiliar Administrativo

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

SINDAMAZON PAGA PERICULOSIDADE AOS FUNCIONÁRIOS DA GOL






O Sindicato dos Aeroviários do Amazonas (Sindamazon) já está pagando o Aditivo do Acordo de Periculosidade dos funcionários da manutenção da empresa VRG – Linhas Aéreas – Gol, desde o dia 13 de janeiro de 2014. Mais uma vitória conquistada para nossa categoria e a atual diretoria vai continuar na luta para conquistar mais vitórias.

 PARA ENTENDER A QUESTÃO: VEJA A MATÉRIA VEICULADA NESTE BLOG NO DIA 20 DE ABRIL DE 2013.


sábado, 20 de abril de 2013

Negreiros: “Deixar de brigar com os patrões, com medo de perder algumas regalias, fica para entidades fracas. Não é à toa que construímos um sindicato forte, sem bandeira partidária, independente e com credibilidade em todo o Brasil”.
O Sindicato dos Aeroviários do Amazonas (Sindamazon) homologou, na Justiça, acordo judicial com as empresas Azul, Trip, Tam e Absa que pois fim a um conflito instaurado nos Autos do Processo Trabalhista 02020-2012-002, transitando junto ao Cartório da 2ª Vara do Trabalho. As empresas acharam mais viável por fim ao litígio judicial trabalhista propondo um acordo, que foi bom para todos os trabalhadores que militam nas áreas de risco.
Para Jorge Negreiros, presidente do Sindamazon, o acordo foi estabelecido "dentro dos princípios de transparência e seriedade que norteiam nossas ações. Discutimos a exaustão com os obreiros beneficiados que deram seu aval para a assinatura do documento"
De acordo com o presidente do Sindamazon, a justiça entendeu que esses profissionais trabalham em área considerada de risco - inclusive com tubulações embutidas no piso do pátio dos aviões - precisando executar suas atividades concomitantemente ao abastecimento de aeronaves. Dentre as atividades de rotina, os aeroviários beneficiados com o adicional de periculosidade manuseiam, embarcam, desembarcam, carregam, descarregam, acompanham e monitoram produtos explosivos, corrosivos, químicos, radioativos, inflamáveis, combustíveis, dentre outras tarefas de risco, executadas no pátio de estacionamento e manobras de aeronaves do Aeroporto Internacional e Eduardo Gomes.
A Azul é a única companhia aérea que paga, desde dezembro passado, os 30% do adicional de periculosidade. “A Gol e a Total ainda não estão pagando o adicional porque entraram com recursos junto ao Tribunal do Trabalho para ganhar tempo, mas a tendência é de elas reconhecerem a Ação porque já existem precedentes”, esclarece o presidente do Sindamazon.
Assim, a partir da homologação do Acordo todos os trabalhadores já terão em seus contra cheques o acréscimo de 30% sobre seu salário base, além de receber seus retroativos até a distribuição da ação em quatro parcelas. E, ainda, o acordo não inibe o ajuizamento de ações individuais ou coletivas em busca de valores que porventura o obreiro entenda que ficou no caminho do contrato de trabalho firmado com as Reclamadas citadas.
Bem antes da propositura da Ação o Sindamazon tentou discutir no âmbito administrativo por longo período, mas foi aconselhado a desistir da idéia pois "o patrão" poderia se aborrecer e demitir todo mundo e mais retirar suas aeronaves do Amazonas causando um retorno ao porto de lenha de épocas passadas.
Para Jorge Negreiros, o pagamento do adicional de periculosidade não vai gerar desemprego porque se trata de profissionais altamente qualificados, disputados no mercado de trabalho, e a decisão da justiça veio ao encontro da proposta do Sindamazon para valorizar a categoria e fazer valer os seus direitos. “Quando movi essa Ação de Periculosidade, meus companheiros sindicalistas, de outras capitais, diziam que eu estava dando um tiro no próprio pé. Agora estou provando que o Sindamazon está abrindo mais um precedente para os aeroviários de todo o país. Deixar de brigar com os patrões - com medo de perder algumas regalias - fica para entidades fracas, sem identidade própria. Não é à toa que construímos um sindicato forte, sem bandeira partidária, independente e com credibilidade em todo o Brasil”, justifica Negreiros.

Sindamazon
Assessoria de Comunicação
Por: Roberto Pacheco (MTb 426)